UOL Blog - Comentários

Você já tem o seu blog? Não?
Então crie o seu. É de graça.


[Ana Laura Fazoli] [São Paulo]
Posso estar enganada mas acredito que hajam inclusive alguns erros gramaticais, além dos de concordância e coerência. Reescreveria assim: "No segundo tempo o cenário não mudou: o Grêmio atacou mais deixando que o Santos pudesse apenas contra atacar esporadicamente. Os gaúchos foram melhores em cobranças de falta e chutes com bola parada. Sobressaiu a estrela do jogador Marcel que, mesmo não sendo o principal cobrador (título de Tcheco), oube aproveitar melhor as oportunidades do que Fábio Costa que não estava bem posicionado."

24/10/2007 00:46

[Luiz] [Santos/SP]
Oi Ana, Eu trocaria "Forte nas bolas paradas, os gaúchos saíram na frente em cobrança de falta. " por "Forte nas bolas paradas, o time gaúcho saiu na frente em cobrança de falta. " e também "...e venceu Fábio Costa, que parecia não estar bem posicionado." "...e venceu Fábio Costa, que estava mal posicionado." Essa última então, ficou muito confusa! Abraço, Luiz

23/10/2007 17:36

[Raphael Zaghi Di Cunto] [Santo André - SP]
O texto está confuso mesmo, mas nao acho que "forte" esteja errado, ele está concordando com Grêmio, e não com gaúchos (acredito que forte ou fortes estariam certos nesse caso).

23/10/2007 16:08

[Gabi Couto] [Cascacity - PR]
Ana, fiquei o almoço todo pensando na palavra "parecia". É correto utilizá-la nos textos jornalismo como neste caso???Parecia tem um "ar" de depoimento entre aspas. O goleiro Fábio Costa estava ou não bem posicionado? Presumi que ele levou o gol, então ele estava muita mal posicionado. Estou encucada com isso agora!

23/10/2007 12:35

[Mauro] [Osasco, SP]
Olá, Ana. Acho que o uso da palavra esporádico não está bem colocado: É um adjetivo e estes devem ser evitados nos textos. Acho que deveria ter evitado. A segunda é a palavra parecia? Ou é ou não é.

23/10/2007 12:16

[Gabriela Couto] [www.agenciaclippingnews.com.br] [Cascavel / PR]
Acredito que o autor do texto pecou quando disse no finalzinho "que parecia não estar bem posicionado", pois é uma opnião dele e não podemos dar nossa opnião sobre o jogo, ainda mais no jornalismo esportivo, que é muito tendencioso para os que não conseguem desconciliar a informação da opnião. Confesso que o texto está muito dificil mesmo de ser compreendido, tive que consultar o dicionário para saber o significado de "esporádicos" :$ burrinha né ?! bom que aprendi mais uma coisa graças ao blog!!! \o/ []s

23/10/2007 09:47

[Franco] [Curitiba, PR]
Salve, Ana! Eis algumas observações: Assim como a Angela, eu dispensaria esse “o cenário não mudou”. Sem falar que essa frase e as duas últimas do parágrafo utilizam formas negativas... No terceiro período, faltou informar há quantos minutos do segundo tempo ocorreu a falta e o adjetivo “forte” não concorda em número com o substantivo “gaúchos”. O comentário sobre o Tcheco, que vem na seqüência, além de ter ficado estranho, é dispensável. Por fim, o autor repete o adjetivo “forte” e não define o posicionamento do goleiro Fábio Costa. Um abraço!

23/10/2007 02:19

[Raphael Zaghi Di Cunto] [http://olhonasruas.zip.net] [Santo André - SP]
Acredito que a palavra mais estranha seja o "parecia" nao estar bem posicionado. O parecia faz com que a informação fique confusa, ou ele estava mal posicionado ou nao estava. E Angela, o reporter afirmou que o cenário nao mudou pois, apesar do gol, o Grêmio continuou a pressionar e o Santos a viver de contra-ataques.

22/10/2007 22:17

[Roberto Takata] [www.biomagister.com/openbooks] [sao paulo]
o gol é o principal elemento paisagístico do futebol - ao contrário do q alguns entenderam q fosse o comentário do Parreira (q o gol é apenas um detalhe) - assim, como disse Ângela: o cenário mudou. []s, Roberto Takata

22/10/2007 20:51

[Duda Martins] [Recife-PE]
Acho que as frases estão soltas.Quem não entende de futebol vai se perder ao ler esse parágrafo.

22/10/2007 19:52

[Bruno Porto] [Belo Horizonte]
Como assim parecia estar mal posicionado? Ou estava ou não.

22/10/2007 19:17

[Renata Dantas] [Belo Horizonte ]
Concordo com a Ângela, mas há também um erro de concordância: ForteS nas bolas paradas, os gaúchoS.

22/10/2007 18:57

[Angela] [São Paulo, SP]
Para mim, não é só esse trecho que é estranho, mas todo o texto. Li e fiquei perplexa. É bem verdade que não entendo nem gosto de futebol, mas o noticiário deveria ser legível também aos leitores não aficionados ao esporte, como eu. No trecho da notícia, se não estou enganada, faltou escrever com todas as palavras que o tal de Marcel marcou com um chute forte o único gol da partida. E se houve o gol, diferentemente do que o repórter informa, ocorreu, sim, no segundo tempo, mudança no “cenário”.

22/10/2007 18:30


Deixe seu comentário
 
Nome *
E-mail *
Site/Blog 
Cidade, Estado e País *
Comentário:

 Caracteres restantes : 1000

Atenção: Conheça as regras de uso do blog.



[fechar a janela]