UOL Blog - Comentários

Você já tem o seu blog? Não?
Então crie o seu. É de graça.


[Ricardo Falcão] [falcao@rcndistribuidora.com.br]
Seu comentário estava indo bem, agora, vc não mencionar o erro escandaloso do péssimo juiz ao marcar aquele segundo penalti, aí é brincadeira... Que falta foi aquela que o cara de pau viu ? Abraços

07/02/2011 12:02

[ITALO] [ijm@uol.com.br]
Sem dúvidas, o Botafogo foi o grande prejudicado pela arbitragem. No segundo goal do Fluminense, o atacante estava impedido; a bola chutada por Renato Cajá, entrou; a expulsão do Marcelo Matos foi uma falta de jogo.Os comentaristas de TV são bisonhos e é preciso que alguém lhes diga que o jogo está sendo transmitido, de modo que está sendo visto. Comentários fracos, sem lógica, meros palpites fardados devidamente pelo Canal transmissor. Uma lástima.

07/02/2011 12:00

[Isaac] [isaacassis@ig.com.br]
O Vice de Futebol do Fluminense, além do Técnico e alguns jogadores estão reclamando da arbitragem. Tudo bem, direito deles; porém, no contexto geral, os erros ocorridos mais beneficiaram que prejudicaram o Fluminense. Estão se queixando somente dos erros que os prejudicaram. Aí fica difícil.

07/02/2011 11:38

[JoFlavio] [johflavio@gmail.com]
Voloch. Só não entendi que o Botafogo jogou com a "cara" de Joel Santana. Pelo menos nos 5 jogos anteriores, Joel não fugiu do ultrapassado 5-3-2, com a defesa marcando muito atrás e, com isso, abrindo enormes vazios no meio-de-campo. Mesmo contra os "pequenos", o time foi sempre dominado e perdeu no toque e na posse de bola. Pincipalmente contra o Bangu, que merecia vencer com folga. A expulsão (compensatória) de Marcelo Mattos fez Joel se desfazer do 5-3-2. Foi obrigado a tirar um zagueiro e colocar outro volante, Arévalo. Não havia outra alternativa. Com isso, pela primeira vez o Botafogo foi um pouco mais ousado, com a defesa adiantada. Não foi à toa que Renato Cajá, com a aproximação dos volantes, foi um dos melhores, assim como Herrera. Joel tem, isso sim, muita sorte. Ele passa a impressão de que não confia no time, que no inicio do campeonato parecia jogar apenas para não perder. Em casa, contra o Macaé, para garantir a a liderança, Joel não pode mais jogar na retranca.

07/02/2011 11:11

[cezar moura] [cezar_motta@uol.com.br]
Quem expulsou Valencia foi o Loco Abreu, aos berros. O juiz apenas obedeceu, mas aplicou antes um amarelo no Loco, pra não dar tanto na pinta. Nenhum dos dois pênaltis existiu. E troca de empurrões e discussões entre jogadores, meu caro Voloch, não é caso de expulsão sempre. Veja bons juízes europeus apitando. Cabeça quente acontece mesmo em futebol, e se for sair expulsando por qualquer bate-boca, estraga qualquer espetáculo. E o juizinho trabalha no gabinete de um vereador fanático pelo Botafogo...

07/02/2011 11:09

[MÁRCIO QUINTANILHA] [ms-quintanilha@uol.com.br]
Perfeito seus comentários. Sou tricolor econcordo que o Bota jogou melhor e mereceu vencer. Quanto aos auxiliares atrás do gol hein? pra que servem, se na hora da polêmica não ajudam em nada?

07/02/2011 11:07

[C. Machado]
Ih, rapaz! Voltou a falar de futebol.

07/02/2011 10:59

[ALBERTO/CACHOEIRO] [albertolgomes@hotmail.com]
Sobre o jogo, não resta dúvidas de que no papel o time do Fluminense é bem superior ao do Botafogo. Joel, no entanto, estudou as principais peças do Flu e as anulou. Marcou o lateral direito Mariano, o Conca e o Fred. As demais deixaram de produzir, já que jogam em função desses três. Murici não se preocupou muito com a equipe do Botafogo, talvez por julgá-la fraca. Mas, o que se viu foi um completo domínio do Botafogo, em especial Renato Cajá que jogou livre de marcação e, acabou com o jogo. Além de Alessandro que deitou e rolou sem marcação. Há quem diga que Diguinho fez falta no meio campo tricolor. Não acredito, pois a força do Flu não está na defesa, mas, no ataque que foi bem anulado. O resultado foi justo e inquestionável. Parabéns à equipe botafoguense e ao Joel, que quase se complica com as mexidas no final do jogo. Por fim, que chamar a atenção para esse Arévalo. Até agora não consegui ver futebol nesse rapaz. Tomara que ele me engane. SAN

07/02/2011 10:28

[ALBERTO/CACHOEIRO] [albertolgomes@hotmail.com]
Realmente são incríveis os erros intermináveis da arbitragem. Mas, a nível mundial, como se viu na copa do mundo. Essa nova medida adotada no Brasil e colocar-se dois auxiliares atrás das balizas, em posição contrária aos bandeiras, parece ineficaz, pelo menos no clássico carioca, foi. A bola do Cajá entrou exatamente no poste em que estava o auxiliar que, se viu, fez que não viu. Nunca saberemos se este falou alguma coisa para o árbitro principal. Até na televisão foi visível, sem precisar de replay, acho que só o Sérgio Noronha não conseguiu ver. Enfim, tendo a concordar com o chip na bola, seria a medida mais eficaz para acabar com esses erros imperdoáveis, que alteram resultados de partidas importantes. SAN

07/02/2011 10:19


Deixe seu comentário
 
Nome 
E-mail 
Site/Blog 
Comentário:

 Caracteres restantes : 1000

Atenção: Conheça as regras de uso do blog.



[fechar a janela]