UOL Blog - Comentários

Você já tem o seu blog? Não?
Então crie o seu. É de graça.


[Cacá,o ex-portista.]
É por essas atitudes destes ex-atletas quando travestidos de representates do povo que continuo a não votar nestas figuras descartáveis,que muitas vezes estão lá por puro interesse pessoal e nada mais. Ou seja,a ditadura não desapareceu com o fim do militarismo,ela continua entranhada nas veias de amantes da mordaça autoritária.

16/12/2011 13:56

[Zé Augusto de Aguiar] [zeguto.blogspot.com]
Caro José, o descaso com as atletas brasileiras teve mais um exemplo claríssimo no Mundial de Handebol Feminino, disputado pela 1a vez no Brasil. Como pode um evento desse porte ter o público irrisório na maior parte das rodadas? Por que o governo não convidou escolas a levarem seus alunos para preencher os imensos vazios todos os dias, até em jogos do Brasil? Mesmo ontem, nas quartas de final, em que estive no Ibirapuera, haviam muitos espaços vazios. Acho que a mídia, que sempre bota a culpa no governo pela falta de apoio ao esporte e plano para ele nas escolas, também tem culpa: dá pra aceitar um Campeonato Mundial sem transmissão por nenhum canal aberto, nem por ESPN ou Spotv??? Perdemos mais uma chance única e maravilhosa de divulgar um esporte e fazê-lo crescer. O próprio treinador da seleção brasileira, dinamarquês, meteu o pau nesse esvaziamento do Mundial. Lamentável. PS - Fora do ginásio, do lado do Exército e pertinho de uma DP, os flanelinhas agiram livres...

15/12/2011 14:25

RESPOSTA:
Olá. De fato, tens razão. É o segundo mundial que se realiza no Brasil em um mês. O primeiro foi aquele desastre, em Brasília, com a patinação artística, modalidade pan-americana. Um negócio triste mesmo. Agora, o handebol, olímpico, que vem mostrando evolução, porém sem ainda motivar o público. Quanto à sugestão de levar os alunos, lembro que nos Jogos de Sydney, todos os dias milhares de crianças circulavam por gináios, pistas e piscina. Era como uma tividade didática das escolas, onde não iam apenas para ver jogos,mas para aprender a se comportar num evento internacional, ouvindo os hinos com respeito, aplaudindo no momento certo, fazendo silêncio quando preciso. Uma aula de cidadania, que ainda não temos nem noção do que seja. Abç e obrigado pelo comentário. José Cruz

[VANILTON SENATORE]
Carao CRUZ, Mais uma vez fica claro a irresponsabilidade pública em relação ao esporte. Enquanto não tivermos uma política pública que, EFETIVAMENTE, considere e apoie a EDUCAÇÃO FÍSICA e o ESPORTE a partir da ESCOLA não iremos a lugar nehum. Vamos continuar vivendo de que surgem e brilham espontaneamente e são, na maioria dos casos, apropriados por espertallões especializados em "sair na foto". Cito sempre em palestras que faço o seguinte: Os Estados Unidos, país grande, rico e capitalista tem um esporte de alto nível. Cuba, país pequeno, pobre e comunista também tem um esporte de alto nível. Qual a única semelhança entre os dois países? Simples, em ambos o Esporte começa na ESCOLA por meio de uma Educação Física de qualidade que obviamente além de profissionais capacitados tem INSTALAÇÕES ADEQUADAS. Simples assim. Um abraço, VANILTON

15/12/2011 11:52

RESPOSTA:
0brigado, Valnilton. Conheces bem este setor e tua manifestação é importante para aletar autoridades q dormem em berço explêndido... Abç, cruz

[Rogerio]
Parabéns pelo texto Cruz.

15/12/2011 11:35

RESPOSTA:
0brigado, Rogerio. Abç, cruz

[Jan]
Cruz novamente um belo texto seu exatamente e clatamente expondo esta situação caótica. Além do problema em si, o que enoja é a atitude - ou a falta de atitude - dos membros da Casa já que foram esportistas.

15/12/2011 06:41

RESPOSTA:
Eatamente, isso foi triste. Popó passou pela passa, assinou o livro de presença, virou as costas para suas ex-colegas e foi embora. Uma tripla agressão. As convidadas eram mulheres, merecem respeito; foram atletas e estavam ali como convidadas de seus pares para contribuir com o debate (que participa) que envolve o futuro do esporte. E Popó é presidente da Frente Parlamentar de Esporte. Logo, não havia nada mais importante a fazer naquela tarde para um deputado com este compromisso. Seu ato foi grosseiro, triste, antipático. José Cruz

[Walter Guimarães]
Cruz, foi a primeira vez neste ano que saio do Congresso com um bom sentimento. Tanto os posicionamentos da Katia Rubio e da Cléria Brandão (Min. da Educação) ajudaram a entender melhor os riquíssimos depoimentos das atletas do passado e presente (caso da Amanda Miranda, jogadora de futebol do Atlético-MG). Fiquei assustado, como você, com o discurso da representante do Ministério do Esporte, Cássia Damiani, diretora do Departamento de Planejamento e Gestão Estratégica da Secretaria Executiva do ME. Na fala dela foram apresentados rapidamente números do Bolsa Atleta para as mulheres, e depois só se falou no plano de "atacar os problemas" do futebol feminino. Mas isso ficou muito pequeno, perto dos depoimentos da Aída dos Santos, Jackie Silva, Leila e Amanda, que com 18 anos mostrou ter ótima retórica e informou que o departamento de futebol do Atlético-MG vive com R$ 25 mil, com 30 jogadoras e 8 componentes da comissão técnica.

15/12/2011 01:19

RESPOSTA:
De fato, Walter foram depoimentos valiosos das ex-atletas que, em parte, justificam a situação que vivemos ainda hoje. Mesmo assim, as mulheres avançam, como demonstrou a professora Katia. E há um dado interessante q ainda está em estudo: as mulheres, mundo afora, evoluem mais que os homens em seus recordes. Mas o triste mesmo, Walter, foi a total omissão das Excelências. Pingados deputados no debate. E, aqui, louvor ao deputado gaúcho Afonso Hann, que já foi presiente da Comissão de Turismo e Esporte. Ele tem sido um dos mais assíduos, um dos q mais participa dos debates e propostas. Como ex-goleiro de futebol tem sido atuante, e merece este registro. Abç, cruz

[Lene Santiago]
Trouxemos a copa e as olimpíadas para o Brasil, mas não conseguimos fazer o mais importantes. Fazer valer o direito ao esporte para toda a sociedade brasileira, lamentável. Um belo texto caro jornalista, muito bom!

15/12/2011 01:00

RESPOSTA:
0brigado. Abç, José Cruz

[Walter]
E José Cruz, você vai ver o passado se repetir no futuro em 2014 isso se o Brasil disputar a final, o que eu não acredito, e com sinceridade torço para isso, quem sabe essas aves de rapina do futebol brasileiro se explodem

15/12/2011 00:18


Deixe seu comentário
 
Nome *
E-mail *
Site/Blog 
Comentário:

 Caracteres restantes : 1000

Atenção: Conheça as regras de uso do blog.



[fechar a janela]